Estar grávida é.

Estará grávida é  escutar tanta coisa, muitas delas exageradas, opiniões pessoais e as vezes de gente que nem filho tem rssss

Desde que descobri que vou ser mamãe, já passaram tantos palpites em minha vida, de verdade, nao estou fazendo uma crítica, apenas analisando o quanto a maioria das pessoas gostam de opinar na vida das outras. Claro que recebo também dicas super importantes, que com certeza já anotei no meu boquinha de notas, mas em geral as outras dicas prefiro que passe pelos meus ouvidos e que eu possa descartar facilmente.

Pessoas que opinam na maneira como seu filho deve ser educado, se ele vai falar somente espanhol, somente português ou os dois idiomas. Se ele vai nascer no Brasil, se ele vai nascer no Chile, se vou deixar ele dormir comigo, que nao posso deixar ele dormir comigo, que nao posso comer tanto derivado do leite porque o bebe nasce com intolerancia a lactose, que nao posso tomar sol, que posso tomar sol, que nao posso sair pra balada, que nao posso parar minha vida, que posso parar minha vida, que tenho que dormir muito agora porque depois nao dormirei ¨como se dormir agora acumulasse sono extra¨.

Além das trágicas histórias que alguém ja vivenciou, como morte de um bebê de alguma conhecida, me diz: Pra que isso? É um momento de tantos sentimentos misturados, desnecessário comentar algo assim.

Difícil, confesso que contar até 10 as vezes nao funciona rss, enfim, a gente vai tentando não ficar mais loca do que ficamos na gestação, são tantas responsabilidades, mudanças de humor, enjoos nao  só de comidas e sim de pessoas,  porém ignorar é um mantra a ser treinado.

Confesso que não está sendo fácil para a Geminiana aqui…

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *